Os ministros do Meio Ambiente, da Saúde, e da Agricultura se reuniram para tratar ações de enfrentamento à gripe aviária no Brasil.

A ministra Marina Silva anunciou que os titulares das três pastas se reuniram com o presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho. Eles discutiram o combate à disseminação da doença.

Nesse esforço conjunto cada uma das pastas organizará um Centro de Operação de Emergência para tomada de medidas de enfrentamento à doença. Afirmou Marina Silva, ministra do Meio Ambiente

Reunimos a ministra Nisia, ministro Fávaro, eu, o presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho, e nossas equipes para tratar de ações conjuntas que estão sendo tomadas para evitar a disseminação da Influenza Aviária de Alta Patogenecidade (IAPP) no nosso país. Publicou Marina no
Twitter.

Os ministérios articulam a organização de centros de operação de emergência para o enfrentamento da doença.

Os trabalhos serão realizados para evitar a transmissão de animais a humanos, além de traçar ações para reduzir os impactos ambientais.

“As áreas técnicas dos três ministérios atuam na definição de protocolos. Não há registro de casos da doença em humanos no país até o momento”, diz o comunicado do Ministério da Saúde.

A gripe aviária foi registrada pela primeira vez no Brasil em maio. Até o momento, há a confirmação de oito casos em aves silvestres, sendo sete no Espírito Santo e um no Rio de Janeiro.

O Ministério da Agricultura e Pecuária declarou estado de emergência zoossanitária em todo o território nacional na última segunda-feira (22). Segundo a pasta, o ato vale por 180 dias e é uma medida para evitar que a doença chegue na produção de aves de subsistência e comercial.


Avatar