Por Mauro Ferreira

O single que Ney Matogrosso lançará em 16 de junho, O fio do meu destino, tem valor no mínimo documental. É que o single apresenta a primeira gravação de música (relativamente) nova de Gerson Conrad pelo cantor desde 1974, ano em que Ney pôs voz em Delírio – parceria de Conrad com Paulo Mendonça – para o segundo álbum do grupo Secos & Molhados.

Parceria de Gerson Conrad com Rogério Batalha, autor da letra, O fio do meu destino é música já lançada em disco por Conrad há três anos em EP batizado com o nome da composição.

A gravação foi feita em maio no estúdio Cia. dos Técnicos, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com produção musical de Gerson Conrad e Rogério Batalha.

O single O fio do meu destino chega ao mundo 50 anos após a explosão do grupo Secos & Molhados, cuja formação clássica reuniu Ney, Conrad e João Ricardo. Gerson Conrad – cabe lembrar –é o autor da música Rosa de Hiroshima, composta a partir de versos de poema de Vinicius de Moraes (1913 – 1980).


Avatar