Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A Claro e a Embratel apresentaram nesta quarta-feira (27), em Belo Horizonte, o 5G da Claro, que inclui a aguardada frequência de 3,5 GHz, faixa do espectro que será liberada na cidade pela Anatel na próxima sexta-feira (29). A Claro já está com tudo pronto para a ativação da nova tecnologia.

Operadoras já se prepararam para fornecer a rede aos clientes que possuem celulares compatíveis com a nova rede. Já na sexta, a Claro planeja liberar o sinal em 17 bairros de BH — o equivalente a 3,5% dos 487 bairros da capital. Confira os bairros onde o 5G da Claro estará disponível inicialmente:

  • Alípio de Melo;
  • Bandeirantes;
  • Barragem Santa Lúcia;
  • Boa Viagem;
  • Heliópolis;
  • Hospital da Baleia;
  • Lourdes;
  • Manacás;
  • Minaslândia;
  • Ouro Preto;
  • Paraíso;
  • Providência;
  • Santo Agostinho;
  • São Bento;
  • São Bernardo;
  • São Gonçalo;
  • Savassi.

A Claro não informou quando o sinal será liberado para os demais bairros de BH e justificou que a expansão seguirá a demanda: onde houver mais clientes com celulares compatíveis com o 5G ele chegará primeiro. A empresa cita o Buritis, na região Oeste, como um dos próximos pontos que receberão o sinal.

Hoje, a Claro domina cerca de 42% do mercado de telefonia móvel em BH, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), compilados pelo site especializado no setor Teleco. Por ora, apenas 4% dos clientes da operadora nacionalmente possuem um smartphone compatível com a rede 5G, taxa que tem crescido cerca de 15% mensalmente, de acordo com a empresa.

Nova geração de redes móveis

O 5G é a nova geração de redes móveis, após a 4G. Agora, celulares compatíveis com a rede terão dados mais velozes, mas aplicações muito além dos smartphones são esperadas para o 5G, que pode gerar avanços significativos na indústria, por exemplo.

O 5G abre portas para a Internet das Coisas (IoT, do inglês “Internet of Things”), a conexão entre objetos pela internet, que permite compartilhar informações em tempo real. Uma aplicação possível é o controle de veículos autônomos, sem motorista, no futuro. Por enquanto, para o consumidor habitual da rede, será mais fácil assistir e baixar vídeos, por exemplo.

O que preciso para ter o sinal de 5G?

O sinal de 5G depende de três pilares: a infraestrutura, que já existe em BH, um smartphone compatível com a rede e a liberação do sinal pela operadora. A Anatel mantém uma lista, em constante atualização, dos celulares compatíveis com o 5G.

A Claro lançará uma promoção, nesta quinta-feira (28), para clientes obterem celulares com a tecnologia. O mais barato, um Moto G62, custa R$ 1.159, no plano pós-pago de 300 GB.

Quem já é cliente Claro e possui um celular compatível com o 5G terá liberação do sinal automaticamente na sexta, sem alteração do valor da conta, de acordo com a empresa.

O 5G pode ser até 20 vezes mais rápido que o 4G, de acordo com a Anatel, mas, por outro lado, ele consome mais dados do cliente.

Como será o 5G das outras operadoras?

A Tim também liberará o 5G em BH a partir desta sexta para 56 bairros e promete liberação em outros 70 para as próximas semanas. A reportagem procurou a Vivo e aguarda retorno.

Qual é a diferença do sinal de 5G?

O sinal de 5G é uma evolução em relação ao 4G. O 4G pode atingir uma velocidade de um gigabit por segundo (1 Gbps). Já o 5G será 20 vezes mais veloz, com uma velocidade de 20 Gbps, a velocidade máxima que pode ser alcançada na Estação Rádio Base (ERB), o sistema de telefonia celular.

A latência do 5G também é menor. Ela representa o tempo entre o comando ou estímulo e a resposta da rede. No 5G, esse tempo é de 1 milissegundo, enquanto no 4G é de 50 milissegundos.

Qualquer celular pega sinal de 5G?

Os benefícios do 5G só poderão ser aproveitados plenamente por aparelhos compatíveis com a tecnologia. Os parâmetros dessa compatibilidade já foram definidos pela Anatel, que atualiza constantemente uma lista de celulares que aceitam o 5G. Atualmente, 71 smartphones suportam a rede, a maior parte deles da Samsung.

Hoje, celulares já captam o sinal de 5G DSS em algumas capitais, inclusive em Belo Horizonte. Mas ele é considerado “impuro”, porque opera na faixa do 4G, por isso não alcança a potência máxima do 5G “standalone”, que tem uma faixa dedicada apenas a ele. É essa versão que será liberada em BH a partir de sexta-feira.

Quando o 5G chegará às outras cidades de Minas?

A Anatel estabeleceu o cronograma de liberação do sinal de 5G por tamanho da população de cada cidades. Ainda em 2022, a previsão é que somente as capitais tenham o sinal, e no dia 1º de janeiro de 2023 ele também deve ser liberado nas cidades com mais de 500 mil pessoas — Uberlândia, Contagem e Betim.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.