Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Para pedetista, Moro ajudou a quebrar a Odebrecht propositalmente durante a Operação Lava Jato para depois trabalhar na recuperação com a “banca de direito norte-americana”.

Em entrevista para José Luiz Datena, o presidenciável, Ciro Gomes (PDT), soltou diversas flechadas de críticas sobre o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), entretanto, a maior delas recaiu sobre o ex-juiz e agora presidenciável, Sergio Moro.

O pedetista afirmou que Moro se beneficiou financeiramente dos julgamentos que conduziu no âmbito da Operação Lava Jato, no tempo em que atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba.

Ciro lembrou que o ex-juiz julgou processos contra a Odebrecht e mais tarde, já como ministro do governo Bolsonaro, foi trabalhar para a banca de direito norte-americana que atuou no processo de recuperação judicial da empresa.

Em seguida, o ex-governador do Ceará insinuou que Moro ajudou a quebrar a empresa propositalmente para depois trabalhar com quem administrou o processo falimentar da companhia.

Ciro ainda disse que o ex-ministro da Justiça “encheu o bolso de dólar” e agora que está sendo investigado “não diz quanto ganhou”.

Não é a primeira vez que Ciro faz declarações inflamadas sobre Moro. No final de dezembro, o ex-governador disse que o ex-chefe da Justiça era “estepe para o fascismo” e que não queria debater com ele “porque é corrupto”, conforme noticiado.

Fonte: Sputnik News Brasil


Avatar

editor