O Programa Fala Mulher desta semana trouxe uma história de solidariedade e transformação social, destacando o trabalho da ONG Colmeia. Maria Vânia, consultora na Colmeia, esteve presente para compartilhar as experiências dessa organização que tem marcado positivamente a vida de milhares de pessoas ao longo dos anos.

A Colmeia, fundada em 1954, se destaca como uma instituição sem fins lucrativos pioneira no atendimento institucional para mulheres em Minas Gerais e no Brasil. Inicialmente, a organização acolhia mães expulsas de casa por estarem grávidas, enfrentando o estigma da sociedade da época.

Hoje, a Colmeia opera em sete casas de acolhimento, distribuídas em Juiz de Fora, Belo Horizonte e Varginha. Seu público-alvo são crianças e adolescentes de 0 a 18 anos em situação de vulnerabilidade, garantindo a essas crianças e jovens todos os direitos fundamentais, como lazer, saúde, educação, cultura e tratamento psicológico.

Maria Vânia destacou um programa de apadrinhamento, permitindo que pessoas físicas interessadas possam contribuir financeiramente com a organização, com um valor mínimo de R$ 23,90. Essas doações auxiliam nas despesas extras da Colmeia, e os padrinhos têm a oportunidade de visitar a instituição a cada 30 dias para acompanharem de perto o impacto de sua contribuição.

No entanto, um dos maiores desafios enfrentados pela Colmeia é sensibilizar a sociedade sobre a importância do apoio a essas famílias vulneráveis, ressaltando a necessidade de não apenas fornecer assistência imediata, mas também capacitar e ensinar a superar desafios de forma autônoma. Ao longo das décadas, a Colmeia impactou mais de 5 mil vidas, transformando famílias inteiras.

Por fim, Maria reforçou a mensagem de que o voluntariado não apenas beneficia quem recebe, mas também traz uma satisfação e um bem imensurável para aqueles que se dedicam a essa causa. Se você deseja contribuir com a Colmeia, é possível fazer doações através do Pix, utilizando a chave 17.364.498.0001-74.


Avatar

administrator