O Ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), negou que o Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) tenha sofrido um ataque hacker. O ministro informou que o que houve foi um problema de “autenticação” de um usuário já cadastrado.

“Olha, a informação que eu tenho é parcial, de que o problema não é do Siafi, o problema não é do sistema. O problema provavelmente foi de autenticação, de acesso. Então, é isso que está sendo apurado. Como é que alguém teve acesso tendo sido autenticado? Ou seja, não foi uma ação de um hacker que quebrou a segurança. Não foi isso, foi um problema de autenticação. É isso que a Polícia Federal está apurando e, obviamente, que está rastreando para chegar nos responsáveis”, disse Haddad a jornalistas.

A invasão ao Siafi, administrado pelo Tesouro Nacional, foi noticiada nesta segunda-feira (22) pela “Folha de S.Paulo”.

A suspeita é de emissão de ordens de pagamento e possíveis desvios de recursos da União. A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar o caso. A gestão do SIAF é de responsabilidade do Tesouro Nacional.

Haddad ainda destacou que não há informações sobre valores que podem ter sido desviados, já que a investigação está sob sigilo. O ministro reforçou que o sistema está “preservado”.

“Eu vou inclusive informar ao presidente (Lula) sobre as informações que eu tenho. Mas, repito, não foi uma ação hacker contra o sistema. O sistema está preservado, foi uma questão de autenticação É alguém que tinha acesso”


Avatar

administrator