Em um gesto para o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse a aliados que é contra a instalação de qualquer CPI neste momento e vai defender essa tese na próxima reunião do Colégio de Líderes da Casa.

A avaliação de Lira é que não faria sentido criar CPIs neste momento porque isso tiraria o foco da regulação da Reforma Tributária.

Além disso, os deputados irão para suas bases em breve para as eleições municipais.

Segundo interlocutores, o presidente da Câmara ressaltou que, apesar da repercussão de uma suposta vingança, nenhuma das CPIs é contra o governo.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, está articulando para os próximos dias um encontro do presidente Lula com Lira para reduzir as tensões.