Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Em mais uma ofensiva que busca ampliar apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e demover a senadora Simone Tebet (MDB) da disputa, dirigentes do MDB informaram que pretendem atrair o ex-presidente Michel Temer para o arco de aliança. Temer deverá ser procurado nesta terça-feira (19).

O presidente da sigla, Baleia Rossi (MDB), deve ser novamente questionado sobre a viabilidade da candidatura de Tebet. A convenção para chancelar o nome da senadora está marcada para o próximo dia 27. Sem consenso até lá, o grupo de Lula pode boicotar o evento.

Pelo Twitter, Baleia Rossi desmentiu a debandada. “Conversei há pouco com alguns dirigentes que supostamente estariam com outro candidato a presidente. Eles me garantiram que vão apoiar Simone Tebet na convenção que vai homologá-la candidata. Decidimos por maioria, respeitando as minorias. Teremos apoio nos 27 estados”.

Já o senador Eduardo Braga (AM) disse que “nossa posição está tomada”. “Vamos acompanhar Lula no primeiro turno. Mas queremos conversar até o dia da convenção para poder ter uma posição nossa até o dia: podemos votar contra, não participar. Mas essa posição só será tomada após esse diálogo.”
A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffman, defende ouvir a própria senadora sobre um possível acordo, mas designou o diálogo ao MDB.

Em um movimento que busca fortalecer a chapa Lula-Alckmin, a petista também voltará a conversar com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab. O ex-ministro orientou o partido pela neutralidade nas eleições, mas deverá se posicionar pessoalmente no primeiro turno.

Gleisi disse que ainda não há conversa com o União Brasil, de Luciano Bivar, mas ponderou que todos os partidos queiram se juntar à chapa Lula-Alckmin contra Bolsonaro são bem-vindos.
Nesta segunda-feira (18), representantes do MDB de onze estados formalizaram apoio à candidatura de Lula em reunião na zona sul de São Paulo.

Nove estavam representados presencialmente, outros dois — Rio Grande do Norte, do ex-senador Garibaldi Filho (MDB-RN), e Pará, do governador Helder Barbalho (PA) — confirmaram apoio aos colegas.

Entre os presentes, nomes conhecidos como dos senadores Renan Calheiros (AL), Veneziano Vital do Rego (PB), Eduardo Braga (AM), Rose de Freitas (ES) e Marcelo Castro (PI). Além do deputado Leonardo Picciani (RJ), dos ex-senadores Eunício Oliveira (CE), Edison Lobão (MA) e o ex-deputado Lúcio Vieira Lima (BA), irmão de Geddel Vieira Lima, cacique do partido, preso em 2017 após descoberta de R$ 51 milhões encontrados em um apartamento.

Interlocutores da pré-candidata Simone Tebet disseram que o apoio desta ala do partido já era esperado. Criticaram a polarização e garantem que terão maioria na convenção.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.