O desenvolvimento do comércio entre os países do BRICS, sem o uso do dólar, terá um efeito devastador para os Estados Unidos e quebrará o país, afirmou a congressista da Câmara dos Representantes dos EUA, Marjorie Taylor Greene.

Eles estão fazendo acordos comerciais entre si, dizendo que não se importam com as sanções dos Estados Unidos, venderão e comprarão uns aos outros na sua própria moeda, não no dólar. Essa é uma das coisas mais devastadoras que podem acontecer a todos nós”, disse ela a seus eleitores na Geórgia na quinta-feira (31).

O BRICS se tornará uma associação ainda mais “poderosa”, resultando em um dólar mais fraco, explicou ela.

E sabem o que vai acontecer com todos nós? Ficaremos destroçados”, sublinhou a deputada republicana.

A congressista Greene salientou ainda a perspectiva de efeitos devastadores de um dólar mais fraco para as gerações futuras de americanos.

O que acontecerá aos nossos filhos quando o dólar não significar nada, visto que a Rússia, a China e a Índia, com sua enorme população de bilhões de pessoas, terão um poder de compra de suas moedas superior ao do dólar?”, acrescentou Greene.

O BRICS atualmente é composto por cinco nações: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Após a Cúpula do BRICS em Joanesburgo, o bloco convidou oficialmente Arábia Saudita, Argentina, Egito, Emirados Árabes Unidos, Etiópia e Irã a aderir ao grupo. A entrada plena dos novos países deve começar em 1º de janeiro de 2024.


Avatar

administrator