O ex-diretor da Agência Central de inteligência (CIA) John Brennan declarou que o ataque à base militar dos EUA na Jordânia é uma “escalada perigosa” da situação no Oriente Médio.

Anteriormente, o Comando Central dos EUA informou que, no ataque de 28 de janeiro à base militar dos EUA na Jordânia, foram mortos três militares, mais de 30 ficaram feridos. O gabinete de ministros jordaniano afirmou, por sua vez, que o ataque contra os militares americanos ocorreu fora da Jordânia, e que foi atingida a base de Al-Tanf na Síria.

Conforme declarou Brennan no programa da MSNBC Inside com Jen Psaki, os drones usados no ataque estavam recheados de explosivos e detonaram com o impacto.

Isto [o ataque à base dos EUA] é uma escalada muito perigosa, dado que três militares estadunidenses foram mortos e mais de duas dezenas ficaram feridos – este é um ataque sério”, disse Brennan.

O ex-diretor da CIA acrescentou que o atentado pode ter consequências. Segundo ele, a Casa Branca está trabalhando com os serviços de inteligência para identificar os responsáveis pelo ataque à base, determinar se eles estão relacionados ao Irã e usar essas informações para suas ações futuras.

Desde o início do agravamento do conflito israelo-palestino, as tropas dos EUA no Iraque e na Síria têm sido regularmente atacadas com foguetes e drones por grupos armados que, segundo Washington, seriam pró-iranianos. Ao mesmo tempo, as autoridades iranianas declararam que os grupos xiitas armados que atacam as bases americanas não têm nada a ver com o Irã e não recebem ordens da República Islâmica.


Avatar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *