Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Apresentações musicais, dança, capoeira, artesanato, oficinas e muito mais. Durante o mês de junho, a Secretaria Municipal de Cultura disponibiliza, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, diversas atividades culturais para o público participante do ‘Programa BH é da Gente’.

Estão sendo ofertadas mais de 15 atividades de contrapartida realizadas dentro da programação do BH é da Gente pelos beneficiários da Lei Aldir Blanc na cidade, que contribuem para demonstrar a força e a cidadania cultural dos artistas e espaços contemplados, além de colocar em evidência a rica produção cultural de Belo Horizonte. Neste domingo, dia 12, foram realizadas as últimas ações de contrapartida dentro do programa.

O BH é da Gente é realizado, aos domingos, em quatro pontos da cidade: na Savassi (Centro-Sul), na Avenida Guarapari (Pampulha), na Rua Araribá (Noroeste) e na Avenida Silva Lobo (Oeste). Foram disponibilizadas, dentre as ações de contrapartida, apresentações e oficinas de ballet clássico, oficina e apresentação de capoeira, shows musicais, oficina de criatividade e inovação, apresentação sobre os bastidores dos desfiles de escolas de samba, oficina de artesanato, oficina de circo, aulas de fitdance e oficina de percussão.

A execução das ações culturais é resultado da implementação da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020). No município, a lei foi regulamentada pelo Decreto Municipal nº 17.437, o qual prevê que os espaços culturais beneficiados com o auxílio emergencial cultural em Belo Horizonte (beneficiários do Inciso II) devem realizar ações de contrapartida, destinadas a atender escolas públicas ou espaços públicos da cidade.

A Secretaria Municipal de Cultura coordenou o diálogo junto aos beneficiários da Lei Aldir Blanc na cidade, e estabeleceu um programa de articulação, mediação e acompanhamento das ações de contrapartida com algumas secretarias municipais. Neste sentido, as contrapartidas realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer marcam a fase final das entregas de contrapartida da Lei Aldir Blanc.

Também já foram realizadas ações de contrapartidas em escolas públicas municipais, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, e em Unidades Socioassistenciais de Belo Horizonte, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e a Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

A Secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, ressalta a parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e afirma que as contrapartidas são uma oportunidade de propiciar a ampliação e manutenção dos vínculos socioculturais, fortalecimento do setor cultural e democratização do acesso aos bens culturais de Belo Horizonte.

“A realização das atividades de contrapartida no Programa BH é da Gente contribui para consolidar o exercício da cidadania, por meio da estreita relação entre a cultura e as práticas de esporte e lazer. Elas marcam um encontro festivo de reapropriação dos espaços públicos, após os desafios enfrentados em função do distanciamento social, imposto pelo contexto da pandemia”, destaca.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.