Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O Brasil registrou 1.174 mortes por Covid, nesta terça-feira (8). É o maior valor em 24 h desde 10 de agosto de 2021, quando foram registrados 1.183 óbitos. O país também teve 170.282 casos de Covid registrados.

A média móvel de mortes continua crescendo e chegou a 823 vidas perdidas por dia, crescimento de 123% em relação aos dados de duas semanas atrás e maior valor desde 17 de agosto do ano passado, quando era de 833.

A média de casos permanece em níveis elevados e agora é de 164.327 infecções por dia.
Com os dados desta terça, o país chegou a 633.894 vidas perdidas e a 26.775.419 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 foram afetados pelo ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde, ocorrido em dezembro, o que levou à falta de atualização em diversos estados por longos períodos de tempo. Na sexta, as informações foram atualizadas em 23 estados e no Distrito Federal.

O consórcio de veículos de imprensa recentemente atualizou os números de população brasileira usados para calcular o percentual de pessoas vacinadas no país. Agora, os dados usados são a projeção do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para 2022. Todos os números passam a ser calculados de acordo com esses valores, inclusive os do ano passado. Por isso, os percentuais de pessoas vacinadas podem apresentar alguma divergência em relação aos números publicados anteriormente. ​

O Brasil registrou 397.396 doses de vacinas contra Covid-19, nesta terça. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 74.292 primeiras doses e 295.788 segundas. Também foram registradas 27.316 doses únicas e 1.206.185 doses de reforço.

Ao todo, 167.363.542 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil -146.788.641 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 151.535.535 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 77,91% da população com a 1ª dose e 70,54% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 103,45% e 93,67%​​.​

Somente 24,45% da população tomou dose de reforço até o momento.

O consórcio começou a fazer também o registro das doses de vacinas aplicadas em crianças. A população de 5 a 11 anos parcialmente imunizada (com somente a primeira dose de vacina recebida) é de 19%.

Considerando toda a população acima de 5 anos, 83,62% recebeu uma dose e 75,71% recebeu duas doses ou a vacina de dose única da Janssen.

​Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (PL), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

Fonte: Folhapress


Avatar

editor