A Comissão de Administração Pública da ALMG visita Centro da Capital, a unidade nesta segunda-feira (26/2/24), às 10 horas, atendendo a requerimento da deputada Beatriz Cerqueira (PT).

De acordo com a parlamentar, o intuito é averiguar as condições de atendimento odontológico, clínico e cirúrgico desse centro. A visita se soma a outras realizadas a unidades do Ipsemg: o Centro de Especialidades Médicas (CEM), na última semana, e o Hospital Governador Israel Pinheiro (conhecido como Hospital do Ipsemg ou Hospital da Previdência), no ano passado.

Ao final das visitas e, ainda, de uma audiência pública que debaterá o atendimento do Ipsemg, a comissão pretende compor um quadro completo sobre o déficit na capacidade de atendimento ambulatorial da rede própria do instituto.

A defesa e o fortalecimento do Ipsemg devem ser uma pauta prioritária para a Assembleia”. Dep. Beatriz Cerqueira

Na avaliação de Beatriz Cerqueira, a melhoria da autarquia passa por nomeações do concurso e uma política salarial e de carreira atraente para os servidores. “Caso contrário, os profissionais optarão por trabalhar em outras instituições”, alertou.

Contribuições

Servidores do Executivo e pensionistas contribuem com 3,2% de sua remuneração para o plano de saúde gerenciado pelo instituto, o Ipsemg Saúde. Eles podem incluir seus dependentes como beneficiários e o Estado paga uma contribuição patronal para sustentar os atendimentos, que podem ser feitos na rede própria ou na conveniada. A rede própria conta com três unidades na Capital (além do hospital, os Centros Odontológico e Médico), além de 56 unidades regionais no interior.

Nas visitas já realizadas, foram constatadas várias deficiências no atendimento. No caso do CEM, os principais problemas observados foram a carência de médicos, consultórios ociosos e pacientes à espera de vaga para consulta.

Já no hospital, os gargalos observados foram: demora para realização de consultas, exames e cirurgias; dezenas de leitos fechados; déficit e baixa remuneração dos trabalhadores de saúde; e obras paralisadas em uma ala inteira há cerca de dez anos.

Para a visita desta segunda (26), foram convidados: o presidente e a vice do Conselho de Beneficiários do Ipsemg, Geraldo Henrique da Conceição e Marilda de Abreu Araújo, respectivamente; e a presidenta do Sindicato dos Servidores do Ipsemg, Antonieta Dorledo de Faria.


Avatar