Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Em um cenário contando com o apoio do ex-presidente Lula (PT), o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) lidera as pesquisas para o governo de Minas Gerais no primeiro turno com 10 pontos de vantagem contra Romeu Zema (NOVO), que contaria com apoio de seu correligionário Felipe D’Ávila. É o que mostra a pesquisa Data Tempo desta segunda-feira (25).

A pesquisa propôs o seguinte cenário aos eleitores mineiros: “Se os candidatos para o governo de Minas contassem com os seguintes apoios, em quem você votaria?”

Assim, o resultado apresentado foi:

  • Alexandre Kalil (PSD) – Apoio Lula (PT): 37,2%
  • Romeu Zema (NOVO) – Apoio Felipe D’Ávila (NOVO): 27,5%
  • Carlos Viana (PL) – Apoio Jair Bolsonaro (PL): 16%
  • Marcus Pestana (PSDB) – Apoio Simone Tebet (MDB): 1,6%
  • Lorene Figueiredo (PSOL) – Apoio Guilherme Boulos (PSOL): 0,8%

Sem os apoios em jogo, a pesquisa mostra um cenário desfavorável para Kalil, que teria apenas 23,2% das intenções de voto contra 48,3% de Zema.

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores de Minas Gerais presencialmente entre 15 e 20 de julho. O intervalo de confiança é de 95% e margem de erro de 2,19 pontos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08880/2022.

Viana cresce com apoio de Bolsonaro

Já o senador Carlos Viana (PL) também tem a candidatura a governador impulsionada com apoio de um presidenciável. Quando é dito aos eleitores que ele tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), as intenções de voto dele sobem 12,3 pontos percentuais, de 3,7% para 16%.

No caso de Viana, o principal desafio é conseguir que Bolsonaro, de fato, se engaje em sua campanha e faça declarações e gestos públicos de apoio, o que não aconteceu desde que o senador trocou o MDB pelo PL em abril para ser candidato ao governo de Minas.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.