O Conselho de Administração da Petrobras deverá aprovar nesta quarta-feira novos diretores indicados sob o comando da gestão petista no governo federal, de acordo com quatro fontes com conhecimento do assunto.

Por enquanto, somente o atual presidente Jean Paul Prates é um representante do atual governo na administração da companhia, mas a maioria dos diretores já foi indicada e passava por avaliações nos órgãos de integridade da petroleira.

A aprovação é importante para os planos da nova gestão, entre outros fatores, pelo fato de os diretores de Comercialização e Financeiro serem os responsáveis pelas decisões sobre ajustes em preços de combustíveis como gasolina e diesel, juntamente com o presidente-executivo.

“Tem reunião hoje e provavelmente os nomes serão aprovados. É algo meio ‘by the book’“, disse uma das fontes na condição de anonimato, em referência aos indicados pelo novo governo.

As fontes não fizeram referência a eventuais impedimentos, da parte dos órgãos de integridade da empresa, para os nomes indicados para a diretoria.

Duas das fontes disseram que os nomes deverão ser aprovados, para permitir a transição na administração da empresa. Uma terceira disse que haverá uma reunião do colegiado para votação dos indicados.

Uma quarta fonte disse que “alguns” indicados para a diretoria serão aprovados, mas não entrou em detalhes.

Procurada, a companhia não comentou o assunto imediatamente.

Entre os indicados para a diretoria da Petrobras estão Claudio Schlosser, engenheiro químico com mais de 35 anos de experiência na companhia, apontado para a Diretoria de Comercialização e Logística da empresa.

Sergio Caetano Leite, com 15 anos de atuação no setor de petróleo como consultor financeiro, foi apontado para a Diretoria Financeira e de Relações com Investidores da companhia.

O engenheiro mecânico Joelson Falcão, que ingressou na Petrobras em 1987, foi indicado para Diretoria de Exploração e Produção (E&P).

O engenheiro mecânico Carlos Travassos, também com mais de 30 anos de empresa, foi indicado para ser diretor de Desenvolvimento da Produção da companhia.

O engenheiro químico William França, que iniciou carreira na empresa em 1988, foi apontado para a Diretoria de Refino e Gás Natural.

Carlos Augusto Barreto, que atuou em bancos norte-americanos, foi indicado para a Diretoria de Transformação Digital e Inovação. Já Clarice Coppetti foi indicada para a diretoria de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade.


Avatar

administrator