Pyongyang revelou a disposição de realizar um encontro de alto nível com Tóquio, mas disse que a probabilidade de tal acontecer depende das ações da última.

A Coreia do Norte está disposta a realizar uma cúpula bilateral com o Japão se Tóquio parar de ficar “acorrentada ao passado”, disse na segunda-feira (29) Pak Sang-gil, vice-ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, citado pela agência sul-coreana Yonhap.

De acordo com Pak, “não há razão para que a RPDC [República Popular Democrática da Coreia] e o Japão não possam se reunir”, mas, para que a cúpula ocorra, Tóquio precisa mostrar que está “procurando uma maneira de melhorar as relações”.

Ele acrescentou que Tóquio precisa mostrar sua disposição de resolver os problemas nas relações bilaterais por meio de ações concretas, e não apenas em palavras.

Pak sublinhou que Fumio Kishida, primeiro-ministro do Japão, também expressou o desejo de realizar a cúpula com Pyongyang “sem pré-condições” quando entrou no cargo. Ao mesmo tempo, “não sabemos realmente o que ele quer obter com isso”.

Ele acrescentou que o Japão estava “clamando por uma solução para o problema do sequestro” de cidadãos japoneses na Coreia do Norte, mas garantiu que a questão “já havia sido resolvida”.


Avatar