Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A campanha do Cruzeiro na Série B do Brasileiro de 2022 não lembra nem de longe o desempenho do time celeste nos dois anos anteriores. A Raposa hoje é líder, com 41 pontos ganhos, aproveitamento de 75,9%, e caminha a passos largos para garantir o acesso à Primeira Divisão.

No fechamento do primeiro turno, o Cruzeiro pode igualar a melhor campanha na primeira metade da competição desde que a Série B passou a ser disputada no formato em que é hoje, em 2006.

Para isso, a equipe azul precisa quebrar um tabu contra um adversário indigesto nos últimos anos. Nesta quarta-feira (20), o Cruzeiro enfrenta o CSA, às 19h, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 19ª rodada. O time alagoano não perde para a Raposa desde 2013. De lá para cá foram seis duelos entre as equipes, com dois empates e quatro vitórias do CSA.

A melhor campanha de um primeiro turno da Série B foi do Vitória, em 2012, com 44 pontos em 19 jogos. Se vencer o CSA, fora de casa, o Cruzeiro iguala a pontuação do time baiano e ainda tem vantagem nos critérios de desempate. O tabu da Raposa com o CSA começou em 2019, ano do rebaixamento dos dois times. Naquele campeonato, os times empataram em 1 a 1, e o Azulão venceu no segundo turno por 1 a 0.

No ano seguinte, já na Série B, o CSA venceu o primeiro jogo por 3 a 1 em casa, e empatou no Mineirão em 1 a 1. Já no ano passado, o Cruzeiro levou a pior nas duas partidas, com duas derrotas por 2 a 1. Neste ano, a situação dos clubes está bem diferente. Se o Cruzeiro é líder isolado, o CSA amarga a 17ª posição, na zona de rebaixamento, com apenas 19 pontos.

Mesmo que a partida valha mais do que os três pontos para o Cruzeiro, o técnico Paulo Pezzolano enxerga o duelo da mesma forma que todos os outros: como uma final. O treinador destacou que não se apega a possível melhor campanha no primeiro turno, mas ressalta que o único número que interessa é o do acesso.

“Eu não sabia, eu não vejo muito isso de taxa. O que vale para nós é quando matematicamente tivermos acesso para o Cruzeiro, nós queremos só isso. Agora vamos pegar o CSA, e vamos estar mais cansados ainda, mas temos que ganhar, lutar, pressionar, tentar, enfrentar de novo como se fosse uma final. Assim vamos ganhar o que queremos, e melhorar as estatísticas que já são boas”, explicou o treinador após o último jogo.

Com essa mentalidade, de cada jogo uma final, o Cruzeiro vai fazendo história e pode, sim, ter a melhor campanha da era dos pontos corridos da Série B do Brasileiro. Se mantiver o aproveitamento atual, de 75,9%, o time celeste ultrapassa a marca do Corinthians, em 2008, quando a equipe paulista conquistou 85 pontos. Do jeito que está, o acesso é só uma questão de tempo.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.