O bom desempenho do volume de atividade turística é um fenômeno que impacta positivamente as economias locais e nacionais. Com o aumento do número de destinos, o turismo está mais dinâmico do que nunca, proporcionando experiências memoráveis e impulsionando a diversificação econômica.

Conforme a análise realizada pelo Núcleo de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, com os dados mais recentes de novembro de 2023, do volume de atividade turística divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pode-se observar um desempenho interessante.

No período de janeiro a novembro de 2023, a atividade turística no Brasil registrou um crescimento acumulado de 7,5%, revelando um cenário positivo, embora o desempenho tenha mostrado sinais de arrefecimento nos últimos meses. A análise da série histórica desde 2011 destaca que o país mantém um consistente ritmo de crescimento nos últimos 30 meses, iniciado em junho de 2021.

O estado de Minas Gerais destaca-se com um desempenho ainda mais robusto, apresentando um crescimento de 16,5% nos onze primeiros meses de 2023. Essa marca representa um crescimento 9 pontos percentuais mais intenso do que o desempenho nacional. O ritmo do indicador mineiro segue a mesma periodicidade de crescimento do Brasil, desde junho de 2021.

No acumulado de 12 meses, dezembro de 2022 a novembro de 2023, observa-se que o Brasil registrou um crescimento de 7,9%, enquanto Minas Gerais apresentou um desempenho ainda mais expressivo, atingindo 17,6%. A diferença notável de quase 10 pontos percentuais destaca a liderança do estado mineiro no setor.

A atividade turística está experimentando uma revolução à medida que testemunhamos um aumento expressivo no desempenho dos seus indicadores, com recortes para o Brasil e Minas Gerais. Em meio a uma era de transformações rápidas e desafios, o turismo se mostra como uma força resiliente, adaptando-se e florescendo em meio à adversidade.

Para Gilson Machado, economista da Fecomércio MG, “A conjuntura econômica favorável, aliada à demanda reprimida pela pandemia, impulsionou o crescimento do volume de atividade turística em Minas Gerais. Indicadores macroeconômicos, como a inflação mais baixa, a redução da taxa básica de juros (Selic) e o crescimento econômico acima das expectativas, contribuem para um ambiente mais favorável.”

A melhoria nos indicadores de desemprego e renda também desempenha um papel fundamental, refletindo em mais pessoas no mercado de trabalho e aumento da renda das famílias. E com o fortalecimento do ambiente econômico, corrobora para o bom desempenho da atividade turística, destaca Machado.

Na variação mensal, novembro testemunhou uma desaceleração pelo segundo mês consecutivo, tanto no Brasil quanto em Minas Gerais. A queda de 2,4% no Brasil e 2,6% em Minas indica um comportamento de alternância entre crescimento e desaceleração ao longo do ano.

Em novembro de 2023, o desempenho do volume de atividade turística no Brasil cresceu 2,8% em relação ao mesmo mês de 2022, mantendo um ritmo positivo por mais de 2 anos e meio. Minas Gerais, por sua vez, registrou um crescimento anual notável de 10,4%, superando o Brasil em 7,6 pontos percentuais.

Minas Gerais destaca-se como um protagonista crucial, apresentando o seu desempenho mais expressivo em três das quatro variáveis analisadas. Além disso, com o terceiro maior peso na atividade em relação ao Brasil, contribui diretamente para o desempenho nacional. Na região Sudeste, onde a concentração de 61,12% do peso para o indicador é significativa, o crescimento positivo nos estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais reflete diretamente no indicador nacional.

Em um mundo cada vez mais conectado, a crescente demanda por viagens é alimentada por uma variedade de fatores, tais como avanços tecnológicos, mudanças nas preferências dos consumidores e a busca por novas culturas.

Para Gilson Machado, o crescimento expressivo da atividade turística em Minas Gerais é resultado de investimentos, melhoria do ambiente econômico e da riqueza da oferta turística do estado, que abrange uma diversidade de experiências ao longo de suas dez macrorregiões.


Avatar