Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Caso oficialize as alianças com União Brasil e PSB, a chapa ao governo de Minas do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) possuirá 44,39% do tempo da propaganda eleitoral gratuita na televisão e no rádio.

O número é mais que o dobro do seu principal adversário, Romeu Zema (Novo), que, juntando os apoios já oficiais, soma 19,35% do tempo.

O União Brasil, sozinho, possui 16,5% do tempo total, maior marca entre as siglas. Isso, consequentemente, faz com que o partido seja bastante cobiçado entre os postulantes ao Palácio Tiradentes.

Com conversas públicas com Zema, Pestana e Kalil, ontem, o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, confirmou apoio ao ex-prefeito de Belo Horizonte, embora lideranças mineiras do União Brasil afirmem que nada foi definido.

Já o PSB tem 6,52 % do tempo para oferecer. O partido mantém a candidatura do ex-deputado Saraiva Felipe, no entanto, nos bastidores, cresce a articulação para que o PSB esteja com Kalil, uma vez que nacionalmente a sigla tem Geraldo Alckmin como candidato a vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está em aliança com o ex-prefeito da capital.

No caso de Kalil, sua chapa ficaria: PSD (7,13%), PT (11,2%), PCdoB (2,04%), PV (0,81%) e DC (que não superou a cláusula de barreira) já oficializados, somando, agora, União Brasil (16,5%) e PSB (6,52%). Como a legislação permite que se contabilizem apenas seis legendas para a soma do tempo de horário eleitoral, se excluiria o tempo do PV na somatória.

Principal adversário de Kalil, Zema conta com o apoio de dez legendas. Entram no cálculo do tempo, PP (7,74%), Solidariedade (2,65%), Podemos (3,46%), PTB (2,04%), Patriota (1,83%) e Novo (1,63%).

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgará a divisão oficial antes do início da campanha eleitoral. O cálculo é feito da seguinte forma: 10% do tempo é dividido igualmente entre todos os partidos, e 90% é distribuído de forma proporcional ao tamanho da bancada na Câmara dos Deputados que cada partido elegeu em 2018, independentemente se houve troca de legenda depois.

A estimativa dos percentuais foi feita pela reportagem com base nas regras do TSE e levou em conta somente o tempo dividido de forma proporcional.

PT e União têm as duas maiores bancadas

O União Brasil se tornou o maior partido do país em termos de tempo do horário eleitoral porque surgiu após a fusão do PSL, que possui 52 deputados federais, e do Democratas, com 29 parlamentares. Com isso, a nova legenda possui uma bancada na Câmara de 81 deputados.

Nesse sentido, caso Alexandre Kalil concretize o apoio do União Brasil, o ex-prefeito de Belo Horizonte terá, em sua chapa, as duas legendas detentoras do maior tempo de horário eleitoral. União Brasil, com 16,5% e PT com 11,2%. O PT possui a segunda maior bancada na Câmara dos Deputados, com 55 parlamentares.

A aliança entre Kalil e os petistas já foi oficializada, sendo do PT, inclusive, o nome indicado a vice na chapa, o deputado estadual André Quintão.

O apoio mútuo foi resultado da aliança entre Kalil e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que novamente disputa a Presidência da República.

 

 

 

 

 


Paola Tito

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.