Ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) no governo da ex-presidente Dilma Rousseff e homem de confiança de Luiz Inácio Lula da Silva, Edinho Silva (PT) é o principal nome cogitado pelo atual presidente para assumir – novamente – a Secom, com a saída de Paulo Pimenta do cargo.

Atualmente, Edinho é prefeito de Araraquara, cidade localizada no interior de São Paulo, a cerca de 276 km da capital. É o quarto mandato dele no cargo, ocupado pelo ex-ministro entre 2001 e 2008 e de 2017 até a atualidade.

Edinho também já foi presidente do PT entre 2009 e 2013, eleito com mais de 90% dos votos entre os filiados. Além disso, foi deputado estadual por São Paulo de 2011 a 2015 e coordenou a campanha presidencial de Lula em 2022.

Ele é graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara, com mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Lula já demonstrou ter Edinho em alta consideração, anteriormente. Ele foi um dos nomes discutidos para uma eventual substituição de Gleisi Hoffmann na presidência do PT, cotada para assumir o Ministério da Justiça no começo de 2024, após a saída do atual ministro do STF Flávio Dino.

Paulo Pimenta sai da Secom após escolha do presidente Lula para que ele atue como ministro extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, cargo que deve ocupar pelo menos até o final deste ano. Ele deve assumir o posto nesta quarta-feira (15).

O novo gabinete, de autoridade federal, foi criado com o intuito de reforçar a mensagem de que o governo não abandonou o Rio Grande do Sul, estado atingido por fortes enchentes nas últimas semanas.

A ideia é que a estrutura funcione de forma similar à casa de governo em Roraima, que atende os povos indígenas que enfrentam uma crise humanitária.


Avatar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *