Aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) usaram as redes sociais para criticar a primeira cerimônia de 7 de Setembro do terceiro governo do presidente Lula (PT). O número de pessoas que estavam na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, também foi alvo de sarcasmo dos bolsonaristas.

O público foi menor nas celebrações deste ano, sem a Esplanada lotada que se viu no ano passado, quando Bolsonaro puxou o coro de “imbrochável” para si mesmo. A Polícia Federal estimou o público em 50 mil pessoas.

A diferença no número de presentes foi alvo dos bolsonaristas, que usaram as redes sociais para enaltecer o último evento de 7 de Setembro em que Bolsonaro estava na Presidência. O próprio ex-presidente compartilhou imagens do desfile de 2022.

No Twitter, Bolsonaro divulgou um vídeo que mostra as celebrações do Dia da Independência do ano passado, no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília. “Deus, pátria, família e liberdade“, escreveu o ex-presidente.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), ex-ministro da Casa Civil de Bolsonaro, atacou o presidente Lula e disse que ele estava “sem povo, só com o aplauso da companheirada de aluguel”. Ciro é presidente do PP, partido que entrou ontem no governo, com a indicação do deputado Fufuca (MA) ao Ministério do Esporte.


Avatar

administrator