Autoridades mexicanas e norte-americanas concordaram em manter as passagens de fronteira abertas, disse nesta quinta-feira (28) o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, depois que várias passagens ferroviárias importantes foram temporariamente fechadas devido ao grande número de migrantes que chegam à fronteira compartilhada.

“Esse acordo foi alcançado, as passagens ferroviárias e as pontes de fronteira já estão sendo abertas para normalizar a situação”, disse López Obrador em entrevista coletiva. “Todos os dias há mais movimento nas pontes de fronteira.”

López Obrador disse que as reuniões de quarta-feira (27) com a delegação dos EUA, que incluíram o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, e o secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, foram “diretas” devido à importância do comércio fronteiriço para ambos os países.

As conversas ocorreram enquanto uma grande caravana de migrantes se dirigia lentamente para a fronteira com a esperança de conseguir entrar nos Estados Unidos. López Obrador disse que, na última contagem, essa caravana incluía cerca de 1.500 pessoas.

A questão do fentanil, um opioide poderoso e mortal, foi “pouco discutida”, acrescentou o presidente mexicano.

Os Estados Unidos têm pressionado o México a fazer mais para combater o tráfico de fentanil, enquanto o México tem pressionado por controles mais fortes dos EUA para evitar que as armas de fogo do país vizinho cheguem aos poderosos cartéis de drogas no sul da fronteira.


Avatar