Trinta medicamentos da lista do programa Farmácia de Minas estão em falta. Vinte deles não têm previsão de reposição no estoque.

O programa fornece remédios pelo SUS para cerca de 195 mil pacientes e é o único que oferece acesso ao tratamento medicamentoso de doenças raras, de baixa prevalência ou de uso crônico prolongado, com alto custo
unitário.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em março deste ano a metodologia de apuração dos estoques foi alterada. Com isso, medicamentos distribuídos em quantidade suficiente para atender a menos de 40% da demanda estadual passaram a ser considerados desabastecidos.

A pasta explica que a metodologia anterior considerava desabastecidos apenas os itens não distribuídos.

Dentre os motivos listados pela SES-MG estão problemas de atraso com fornecedores, espera do Ministério da Saúde, remédios em processo de aquisição e até falta de paciente no trimestre vigente.

Confira a relação dos medicamentos considerados em falta:

Próximo mês

Danazol 100 Mg
Formoterol 12 Mcg – Cápsula (Pó C/ Dispos. Inalador)
Ganciclovir 250 Mg
Gosserrelina 10,80 Mg
Hidroxicloroquina 400 Mg
Leuprorrelina 3,75 Mg
Morfina Lc 30 Mg
Omalizumabe 150 Mg
Primidona 100 Mg
Triexifenidil 5 Mg

Sem previsão

Calcipotriol 50 Mcg/6
Levetiracetam 250 Mg
Quetiapina 25 Mg
Trientina 250 Mg
Alido Ursodesoxicolico 150 Mg
Acido Ursodesoxicolico 200 Mg
Fludrocortisona 0,1 Mg
Gabapentina 400 Mg
Isotretinoína 20 Mg
Naproxeno 250 Mg
Risperidona 2 Mg
Dapagliflozina 10 Mg
Bromocriptina 2.5 Mg
Budesonida 200 Mgg
Budesonida + Formoterol 200+6 Mcg Po Para Inalação
Desferroxamina 500 Mg – Injetável
Rivastigmina 2.0 Mg/Ml – Solução Oral
Clobetasol 0,5 Mg/G Sol Capilar
Complemento Alimentar P/ Fenilcetonúricos (Pacientes Maiores De 1 Ano)
Adalimumabe 40 Mg (Frasco Ampola)