O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva quer propor a criação de um “clube da paz” com a participação da China para resolver o conflito na Ucrânia, noticiou o jornal britânico Financial Times citando o ministro das Relações Exteriores brasileiro Mauro Vieira.

Como foi observado, o presidente pretende fazer tal proposta durante a sua visita à China.

Estamos muito interessados em promover ou ajudar a gerar algum tipo de reunião que conduza a um processo de paz. Minha sugestão é que criemos um grupo de países que tentem sentar-se à mesa com a Ucrânia e a Rússia para tentar encontrar a paz. O presidente já disse tantas vezes que ouve muito sobre a guerra, mas muito poucas palavras sobre a paz. Ele [presidente do Brasil] está interessado em conversas de paz”, disse o chanceler brasileiro.

De acordo com Vieira, a viagem de Lula da Silva à China demonstra o retorno do Brasil a uma política externa mais proativa. O ministro se comprometeu a restaurar a política do Brasil de “manter contato com cada país”.

Na sexta-feira (24), o escritório de Lula da Silva anunciou que o início da visita do líder brasileiro à China havia sido adiado para domingo.

No início de março Lula da Silva disse que durante sua visita à China ele discutiria a situação na Ucrânia e a questão de alcançar a paz.


Avatar

administrator