A Itália autorizou o envio das imagens do circuito interno do aeroporto de Roma que registraram as supostas agressões ao ministro Alexandre de Moraes. A informação foi confirmada ao UOL pelo secretário nacional de Justiça, Augusto de Arruda Botelho.

A remessa dos arquivos foi feita de forma física. Segundo Botelho, responsável pelos acordos de cooperação internacional do governo para assuntos jurídicos, as imagens devem chegar “a qualquer momento”.

Moraes foi hostilizado por brasileiros no aeroporto de Fiumicino em 14 de julho, quando voltava de uma viagem à Itália. Em depoimento à PF, o ministro disse que foi agredido verbalmente e que seu filho levou um tapa no rosto.

O empresário Roberto Mantovani Filho e sua esposa, Andreia Munarão Mantovani, e Alex Zanatta Bignotto são investigados pelo episódio. Os suspeitos, no entanto, negam agressões físicas ou verbais.

Nesta quinta-feira (31), o ministro da Justiça, Flávio Dino, disse que os vídeos seriam recebidos até hoje.


Avatar

administrator