Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Minas Gerais aderiu a uma iniciativa para reduzir em 50% o número de mortes no trânsito nos próximos 10 anos. Nesta quinta-feira (17), representantes de órgãos de trânsito, segurança e mobilidade urbana, das esferas federal, estadual e municipal assinaram o termo de compromisso do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), em evento em Belo Horizonte.

De acordo com o diretor do Detran-MG, delegado-geral Eurico da Cunha Neto, o plano é um projeto nobre, que visa proteger a vida. “Minas Gerais não poderia estar fora dessa iniciativa, levando em consideração que somos a maior malha viária do Brasil, com 16% do total do país, e a segunda maior frota, aproximadamente 11 milhões de veículos. Minas pode ter um papel fundamental nessa diminuição arrojada de 50% das mortes no trânsito”, afirmou o diretor.

Um levantamento do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito, do Ministério da Infraestrutura, mostra que, em 2021, Minas registrou 197 mil acidentes, com 346 mil feridos e 1.668 óbitos. Em comparação com dados de 2020, todos os indicadores sofreram redução. Foram 228 mil acidentes em 2020, com 363 mil feridos e 1.879 óbitos. A porcentagem de queda no número de acidentes é de 13% e de mortes caiu 11%.

Durante o evento desta quinta (17), o chefe da Polícia Civil de MG, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva, destacou a presença de 16 órgãos no grupo de trabalho. “Isso mostra que estamos no caminho correto para aproximar as instituições, tanto no âmbito federal quanto no estadual e também municipal. É por meio dessa junção de forças que vamos conseguir maior êxito salvando vidas, diante das tragédias que acontecem no trânsito do Brasil”, afirmou.

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp), Rogério Greco, a assinatura do termo é um marco para o Estado. “Sabemos que os indicies de acidentes de trânsito são altíssimos e queremos reduzir esses números aqui em Minas Gerais”, disse.

Ao todo, o Pnatrans estabeleceu 154 ações de segurança de trânsito, divididas em seis pilares temáticos, incluindo: segurança veicular; infraestrutura viária; educação para o trânsito; gestão da política de trânsito; atendimento às vítimas; e normatização e fiscalização.

Em 2021, o plano foi revisado e passou a indicar que a responsabilidade para evitar mortes e feridos no trânsito é de quem utiliza, projeta, constrói e fiscaliza os veículos e as vias públicas.

Fonte: Detran-MG


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.