A produtora Elen Lorencini Moraes, do município de Araxá, foi a grande campeã do 1º Concurso Regional de Qualidade dos Cafés do Cerrado, realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e Sicoob Sacramento.

Outra cafeicultora, Maria Abadia Guimarães Borges Santos, de Ibiá, recebeu o prêmio de Produtora Destaque. Aliás, as mulheres brilharam na competição, que pela primeira vez é realizada na região do Cerrado, uma das principais na produção de café em Minas Gerais. Dos seis vencedores, nas categorias Café Natural e Cereja Descascado, quatro são cafeicultoras.

O concurso recebeu mais de 30 inscrições, de cafés produzidos em sete municípios da região (Araxá, Campos Altos, Ibiá, Perdizes, Pratinha, Sacramento e Tapira). A cerimônia de premiação foi realizada nesta quinta-feira (30/11), na Gruta dos Palhares, um dos principais pontos turísticos de Sacramento. Além do anúncio dos vencedores, os participantes do evento assistiram a palestras ministradas por coordenadores da Emater-MG sobre a melhoria da qualidade na cafeicultura.

O diretor técnico da Emater-MG, Gelson Soares Lemes, destacou a importância dos concursos de qualidade de café para a valorização dos produtores que se empenham na excelência e sustentabilidade.

“Cada vez mais, os grandes compradores, não apenas do Brasil, mas também do exterior, vão a essas regiões onde são realizados os concursos, em busca dos melhores grãos. É uma forma eficiente de agregar valor aos cafés, em sua maioria produzidos por agricultores familiares, de pequeno porte.”

Gelson Lemes ressaltou ainda o estímulo à participação feminina na cafeicultura: “Foi criada a categoria de Produtora Destaque, para reconhecer a cafeicultora mais empreendedora da região e que valoriza a sustentabilidade na propriedade”, explicou.

De acordo com o gerente regional da Emater-MG em Uberaba, Diego Rezende, o Concurso Regional de Qualidade dos Cafés, realizado pela unidade regional da Emater-MG e o Sicoob Sacramento, é uma metodologia da extensão rural voltada para enaltecer a tradição e a cultura, reconhecendo os produtores dedicados à produção de cafés de excelência.

Ele acrescentou que a competição contribui para o aprimoramento da qualidade de vida dos cafeicultores, com o estímulo e a valorização do consumo de cafés de alta qualidade. “Além da geração de renda, também são destacadas as práticas sustentáveis de produção”, concluiu Diego.

Confira a lista dos vencedores:

Categoria Café Natural:

1º lugar – Elen Lorencini Moraes (Araxá)

2º lugar – Maria Abadia Guimarães Borges Santos (Ibiá)

3º lugar – Flavio Marcio Ferreira da Silva (Campos Altos)

Categoria Cereja Descascado:

1º lugar – Marcelo Assis Nogueira (Campos Altos)

2º lugar – Luciana Alves Leandro Melo (Pratinha)

3º lugar – Sandra Maria Salgado Galli (Tapira)


Avatar