Com efetivo de 595 policiais, 217 viaturas, além de 11 embarcações, uma moto aquática e uma aeronave, a terceira edição da Operação Mar de Minas foi encerrada neste domingo (31/3) e os resultados foram compilados e divulgados nesta terça-feira (2/4) pela Superintendência de Integração e Planejamento Operacional da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), responsável pela coordenação das atividades.

Ao longo de 52 dias de ações em terra firme, ar e água, as forças de segurança e as seis instituições envolvidas na Mar de Minas III apresentaram resultados que reforçam o compromisso de todos com a segurança pública do estado. O objetivo de uma das maiores operações integradas realizadas no país foi criar um cinturão de segurança em áreas circundadas por três Regiões Integradas de Segurança Pública – Risp’s 6, 7 e 18 – e estabelecer um cerco contra a criminalidade na região do Lago de Furnas – tendo as cidades de Lavras e Divinópolis como pontos focais.

Ações na água são sempre um dos principais focos da Mar de Minas, em razão da extensão fluvial e grandiosidade da represa. Ao todo, 731 embarcações foram fiscalizadas, sendo que 75 foram notificadas e 13 foram apreendidas; por meio das fiscalizações foi possível encontrar 19 condutores de embarcações inabilitados. Ainda, 11 balsas de travessia foram notificadas, assim como um bar e um posto flutuantes. As fiscalizações de aviação civil, por sua vez, resultaram em 18 locais e seis aeronautas fiscalizados, além de cinco aeronaves também checadas.

Em terra firme, os mais de 50 dias de operação resultaram em 964 veículos fiscalizados, com um total de dez veículos apreendidos, oito retirados de circulação e dois condutores flagrados sem habilitação nas estradas. Foram mais de 60 quilos de drogas apreendidas – entre haxixe, maconha, cocaína e crack – além de drogas sintéticas e loló. Durante a Mar de Minas III, 683 adultos foram presos/e ou conduzidos para uma Delegacia de Polícia e 45 adolescentes foram apreendidos. Item com alto índice de roubos e furtos, os celulares também estavam na mira dos policiais: 218 aparelhos foram apreendidos.

Durante as ações, 51 armas de fogo foram tiradas de circulação, além de 38 armas brancas e dez simulacros. O cerco contra a criminalidade somou-se a atividades fiscalizatórias nas áreas tributárias, agropecuária e de meio ambiente. Mais de 125 mil animais foram fiscalizados e 784 kg de produtos de origem animal foram apreendidos; cerca de R$1,5 milhão também foi apreendido e mais de 11 mil volumes de produtos irregulares saíram de circulação. Trinta ações de gestão do Risco e Desastre foram realizadas pelas equipes especializadas do Corpo de Bombeiros Militar. No quesito meio ambiente, foram 50 fiscalizações ao todo e cinco atividades suspensas.

Mar de Minas III

A terceira edição da Mar de Minas teve início no dia 9/2 e foi encerrada neste domingo (31/3), com ações em Capitólio. Na última semana de ações, foi realizada a denominada semana D das atividades, quando houve a compilação de dados e reforço das atividades preventivas, repressivas e fiscalizatórias.

Participaram da Operação Mar de Minas III a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), Polícia Penal de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Marinha do Brasil (MB), Polícia Federal (PF), Receita Federal do Brasil (RFB), Instituto Mineiro de Agropecuária (Ima) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


Avatar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *