Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O aumento de mais 15% no número de viagens de ônibus em Belo Horizonte a partir desta terça-feira (26) não foi sentido por usuários do transporte público da capital na Estação Pampulha, onde a espera por um coletivo chegava a 25 minutos.

Por volta das 7h, a reportagem do Hoje em Dia encontrou muitos passageiros descontentes e revoltados com a demora para o embarque.

“Não mudou nada. Eu acabei de chegar no ponto e vou esperar 24 minutos para meu ônibus passar. Eu já chego no serviço cansada. Sem contar que à tarde eu chego a esperar três ônibus para conseguir entrar em um deles. Mesmo assim é raro o dia que eu consigo sentar”, reclama a babá Liliane Neves, de 44 anos, que utiliza a linha alimentadora 615 (Estação Pampulha/Céu Azul B).

Sobre o congelamento das passagens, previsto através do repasse do subsídio até 2023, a babá afirma que é o “mínimo”, tendo em vista a situação “precária” do transporte público.
“O descaso é extremo com a população. As filas estão gigantescas. Outro dia eu fiquei com o cabelo preso na porta porque o ônibus estava lotado”, disse.

Período de férias

Já o dentista João Luís, de 57 anos, comenta que os ônibus estão mais vazios, mas ressalta que este mês é período de férias escolares. “Os carros estão mais vazios, mas neste período isso costuma ocorrer mesmo. Não sei como será após o término deste mês”, pontua.

Ampliação de viagens

O contrato de subsídio prevê aumento de 30% no número de viagens em relação ao registrado em março de 2022. Foram duas fases de ampliação. A primeira começou em 12 de julho e previa um mínimo de 19.203 viagens (15% a mais).

A partir de desta terça-feira (26), o contrato prevê novo aumento de outros 15% no número de viagens, que deve subir para 21.708. O Descumprimento pode gerar suspensão do repasse do subsídio.
Em nota, a Prefeitura disse que, para ampliar o acesso dos usuários, no quadro de horários da Linha 615 (Estação Pampulha/ Céu Azul B), entre 6h e 7h, há sete viagens, cujo intervalo é de oito ou 10 minutos nos dias úteis.

Também em nota, o Setra-BH informou que, atualmente, são cerca de 22.300 viagens ofertadas diariamente, bem acima das 21.708 viagens acordadas com a PBH. “Isso dá uma média de 39 passageiros por viagens, lembrando que antes da pandemia a média era de 49 passageiros por viagem”, diz trecho do comunicado.

O SetraBH ressalta ainda que todas as reclamações estão sendo verificadas e avaliadas. Diariamente técnicos do Transfácil e BHTrans estão analisando conjuntamente todas as intervenções necessárias para ajustar e adequar o sistema à demanda de passageiros em algumas linhas e trechos.

Os usuários podem registrar reclamações/elogios por meio do WhatsApp (31) 98472-5715 ou no portal da PBH. As manifestações dos passageiros são enviadas às concessionárias para as devidas providências.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.