Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Após renunciar ao governo do Rio Grande do Sul a fim de tentar concorrer à Presidência da República, Eduardo Leite (PSDB) definiu seu destino nas eleições deste ano, anunciando sua pré-candidatura ao governo do estado do RS.

A confirmação aconteceu em entrevista coletiva fechada na tarde desta segunda-feira (13), na sede estadual do partido em Porto Alegre.

Além do pré-candidato, estavam presentes na coletiva o presidente estadual do partido, deputado federal Lucas Redecker, e o atual governador, Ranolfo Vieira Júnior. Este era vice-governador de Leite, que renunciou ao cargo há pouco mais de dois meses com a intenção de disputar o Planalto, intenção frustrada pelas eleições internas do partido, que escolheu João Doria.

Leite afirmou que a decisão de disputar o pleito faz parte de uma deliberação coletiva do partido, que também contou com o posicionamento do atual governador Ranolfo. Afirmou também que sua renúncia ao governo estadual o deixou mais livre para agir politicamente, podendo atuar como um “um candidato a governador e não um governador candidato”.

Antes mesmo de ser questionado sobre suas opiniões contrárias à reeleição, Leite afirmou: “Mudei de opinião, mas não mudei de princípios”. Disse também que não ser governador era a única condição na qual disputaria um segundo mandato, pois assim, segundo relatou, não estaria usando a máquina pública a seu favor.

Ranolfo, que seria o candidato natural do partido à disputa, abriu mão de sua candidatura e recordou que já passou por situação semelhante antes das eleições de 2018, quando seria o candidato de seu ex-partido (PTB) ao governo estadual e acabou, em uma composição política, sendo vice de Leite. Agora, afirma que pretende concluir bem a atual gestão e garantir a continuidade do projeto atual.


Paola Tito

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.