Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A reação do PSDB à possibilidade do jornalista Eduardo Costa (Cidadania) compor a chapa do Novo como vice de Romeu Zema não foi boa e despertou um desconforto grande em seus caciques.

À coluna de Luiz Tito, de O Tempo, Marcus Pestana desabafou. Para o tucano, que é pré-candidato a Governador do Estado, o PSDB quer Minas em outro patamar.

“Conversas são próprias de política, mas a condução equivocada e errática por parte do governador Zema revela o desrespeito, o desdém e a repugnância que ele e seu grupo têm pelas lideranças políticas e partidárias de nosso Estado, expondo nomes como os de Bilac Pinto, Marcelo Aro e Paulo Brant, que foram preteridos, mais uma vez”, disparou.

Segundo Pestana, trata-se de “uma postura amadora e desrespeitosa a que vem tendo Romeu Zema”, que, segundo o tucano, “além de desconhecer as pessoas, revela não entender que o diálogo é a peça fundamental no êxito dos arranjos políticos”.

“Tornar público que o radialista Eduardo Costa, filiado ao Cidadania, será seu vice é não saber que a agremiação pertence a uma federação, que é um entendimento muito mais sério por parte dos partidos do que uma eventual coligação”, explicou o pré-candidato.

“As coligações são namoros de Carnaval. A Federação, muito além, é um casamento que tem outros compromissos a serem respeitados”, concluiu.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.