O presidente Lula elogiou a nova política industrial e cobrou que programa para desenvolvimento seja tirado do papel.

Lula falou sobre a preocupação de implementar o que foi produzido intelectualmente. “É muito importante para o Brasil que a gente volte a ter uma política Industrial inovadora, totalmente digitalizada como o mundo exige hoje”, disse, durante o evento de lançamento da Nova Indústria Brasil.

O presidente também ressaltou a necessidade de cumprir o plano colocado no papel, para que o programa dê certo. “Fico surpreso com a apresentação dos companheiros que participam do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Política Industrial. A capacidade de produção que vocês tiveram é um alento de que a gente pode sair do patamar que a gente se encontra e dar um salto de qualidade”, afirmou.

“Para isso, é importante que a gente possa ter uma sequência de exigência de cumprimento das coisas que aqui foram discutidas. (…) E que cada ministro saia daqui com um livro desse embaixo do braço, porque vocês vão ser cobrados. (…) Que a gente possa cumprir isso que a gente escreveu no papel”, disse Lula.

Nova Indústria Brasil

O programa prevê linhas de crédito, subsídios e investimentos públicos. A nova política busca estimular o desenvolvimento produtivo e tecnológico, ampliar a competitividade da indústria brasileira, impulsionar a presença do Brasil no mercado internacional, entre outras coisas.

Serão R$ 300 bilhões para financiamentos até 2026. Já havia sido anunciado R$ 106 bilhões na primeira reunião do CNDI, em julho, e outros R$ 194 bilhões foram incorporados agora.

‘Que a gente cumpra o que pôs no papel’, diz Lula sobre plano da indústria.


Avatar

administrator