De segunda a sexta-feira, 5 a 9 de fevereiro, a UFMG vai sediar a 4ª Escola de Verão ­- Educação em Direitos Humanos. O curso de extensão, promovido pela Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM) e pela Pró-reitoria de Extensão (Proex), ocorrerá no CAD2 (Auditório A2), campus Pampulha, das 9h às 17h.

Ao longo de 10 aulas previstas na programação, ministradas por docentes das universidades públicas vinculadas à Cátedra Aberta de Direitos Humanos da AUGM, os participantes vão discutir e refletir sobre os princípios, valores e direitos que caracterizam a dignidade humana no Brasil e na América Latina.

Os temas serão abordados de forma a articular teoria e prática, valorizando o diálogo e a participação. “Estamos com uma expectativa muito positiva para que os participantes possam aproveitar ao máximo essa imersão nas temáticas dos direitos humanos e, após o curso, multiplicar os conhecimentos e práticas em suas vidas e locais de atuação”, afirma a pró-reitora de Extensão da UFMG e coordenadora da Escola de Verão, Claudia Mayorga.

Além de professores da UFMG, participarão docentes da Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade de Mar del Plata (Argentina), Universidade de Valparaíso (Chile) e Universidad de Chile.

Já os cursistas são oriundos de vários locais do Brasil e de alguns países da América Latina, entre estudantes de graduação e pós-graduação, professores universitários e de educação básica, servidores técnico-administrativos e representantes de movimentos sociais, de associações civis e de políticas públicas.

75 anos da DUDH

O evento será aberto na segunda, 5, às 8h30, pela reitora Sandra Regina Goulart de Almeida, pela pró-reitora Claudia Mayorga, pela diretora da Universidade dos Direitos Humanos (UDH/Proex), Maria Guiomar Frota, e pela diretora-adjunta de Relações Internacionais da UFMG, Bárbara Malveira Orfanò.

Em seguida, será ministrada a aula 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: Direitos Humanos para quem?, pela socióloga Maria Guiomar Frota, a pesquisadora Caroline Cunha Rodrigues, o artista visual Cyro Almeida e a professora da PUC Minas Priscila Musa.

Na segunda à tarde, a professora Luana Renostro Heinen, da UFSC, será a responsável pela aula Direitos Humanos e Gênero: neoconservadorismo, direitos sexuais e reprodutivos, prevenção ao assédio moral e sexual.

Múltiplos temas

As aulas seguem até sexta, período ao longo do qual serão discutidos temas como saúde mental, corrupção, situação das pessoas trans e travestis, violência institucional, comunicação e outros.

“Temos vivido um conjunto significativo de violações e de violências aos direitos humanos. Portanto, dialogar sobre direitos humanos num espaço educativo formal, também com pessoas que compõem a comunidade universitária e a comunidade externa à universidade, é tarefa urgente”, destaca o professor da Furg Renato Duro Dias, que, na terça, vai ministrar a aula Direitos Humanos e Sexuais e as ações afirmativas para pessoas trans e travestis.

A Escola de Verão ­- Educação em Direitos Humanos é totalmente presencial. Serão emitidos certificados aos cursistas que alcançarem participação em ao menos 75% nas atividades.


Avatar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *