Cerca de 150 manifestantes ocupavam sede da mineradora ArcelorMittal nesta quinta-feira (23), em Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles estão fora de suas casas desde fevereiro de 2019 quando a barragem da Mina Serra Azul alcançou nível preocupante de emergência.

Os atingidos viviam nas comunidades de Vieiras, Lagoa das Flores e Pinheiros, que tiveram de ser evacuadas pela iminência de rompimento de barragem.

Eles cobram reparação por parte da mineradora, garantia do pagamento de auxílio mensal, cadastro de atingidos que estão na lista de espera e providências quanto às rachaduras em suas casas que ficam no entorno da barragem.

Segundo o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), cerca de 480 atingidos aguardam pelo cadastramento. Só assim poderão receber o auxílio de um salário mínimo e meio por mês.


Avatar

administrator