Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Belo Horizonte é a terceira cidade com mais de 1 milhão de habitantes com a menor taxa de mortalidade do país por COVID-19, de acordo com o Ministério da Saúde. O cálculo foi feito com base no número de mortes a cada 100 mil habitantes, para se obter o resultado de maneira proporcional e não absoluta.

A capital mineira está atrás de São Luiz (MA) com 1,1 milhão de habitantes (237 mortes a cada 100 mil habitantes) e Maceió (AL), que tem 1 milhão de habitantes (282 óbitos a cada 100 mil habitantes). Mas ambas possuem 1/3 da população situada em Belo Horizonte.

Atualmente, BH registra quase 3 milhões de moradores e a taxa de mortalidade é de 287,9 óbitos a cada 100 mil habitantes, segundo o Governo Federal. Por outro lado, o Rio de Janeiro é a cidade com maior taxa de mortalidade do país (531,8), seguida de Goiânia, com 469,5 mortes a cada 100 mil habitantes.

Os dados fornecidos pelo Ministério da Saúde apontam que a pandemia está mais presente nas capitais, devido ao maior adensamento populacional. Os riscos de morte por COVID-19 tendem a ser maiores justamente nas capitais por terem estrutura etária mais envelhecida.

“A maior parte da população e os setores de atividades econômicas se comprometeram adotando as medidas preventivas e sanitárias vigentes. Esse trabalho em conjunto nos trouxe um resultado que demonstra que todo esforço valeu a pena. A vida é e sempre será prioridade em Belo Horizonte”, disse o Secretário Municipal de Saúde de BH, Jackson Machado Pinto.

Reconhecimento internacional

Um estudo desenvolvido pelo Imperial College London comparou o controle da pandemia e demonstrou que fatores como investimentos nos recursos de saúde, otimização da atenção à saúde e uma preparação adequada para o enfrentamento foram medidas essenciais para reduzir a transmissão do coronavírus. Neste cenário, Belo Horizonte foi destacada.

Conforme o estudo, se 14 capitais avaliadas tivessem a mesma condução adotada pelo município, cerca de 328 mil mortes teriam sido evitadas no Brasil.

A capital mineira apresentou índices inferiores às demais capitais quando avaliados os indicadores de casos, severidade e óbitos por COVID-19. A avaliação considerou a estrutura hospitalar, o número de médicos e o manejo de pacientes.

Fonte: Ministério da Saúde

 


Avatar

editor

1 Comentário

  • Avatar

    SocorroBrasil, fevereiro 17, 2022 18:07 @ 18:07 Responder

    Parabéns Kallil governador de minas gerais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.