Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Mais de mil viagens de caminhões de concreto devem ser utilizados nos trabalhos de concretagem da cratera que se abriu na Marginal do Tietê, na Zona Norte de São Paulo, segundo informações do presidente da Concreserv, empresa que participa do reparo da obra nesta quarta-feira (2).

A cratera e o túnel de ventilação estão sendo concretados para dar mais sustentação e evitar novos deslizamentos na pista da Marginal Tietê, além de apoiar a tubulação de esgoto rompida para poder efetuar os reparos. O esgoto de 9 bairros que passava pela tubulação rompida foi transferido para outra rede coletora paralela na noite de quarta-feira.

O reparo da tubulação ainda não tem prazo para começar, pois será necessário aguardar o término da concretagem e retirada da água que vazou, e que será feita pelo poço da obra do Metrô que fica do lado contrário da marginal.

De acordo com o Paulo José Galli, secretário dos Transportes Metropolitanos, serão injetados 5 mil cúbicos de argamassa com concreto.

Início dos trabalhos

A concretagem do mega buraco começou já na madrugada e cerca de 120 caminhões da empresa estão se revezando para transportar cerca de 20 mil toneladas de concreto de sete usinas da Concreserv até o local do acidente, disse Fábio Novaes, presidente da empresa.

“Tivemos que suspender o atendimento de outros clientes para atender aqui emergencialmente, para não desmoronar ainda mais a pista. Vai dar entre oito e 10 mil metros de concreto, que corresponde a cerca de 1.000 a 1.200 viagens de [caminhões] de concreto para poder conter o desmoronamento. Essa estimativa é mínima, isso se o desmoronamento não estiver dentro do túnel”, afirmou.

“É necessário no mínimo 20 mil toneladas de concreto. Estamos com sete bombas de concreto bombeando a obra ininterruptamente, carregando de sete usinas de concreto”, completou Novaes.

Na manhã desta quarta-feira (2), caminhões de pedras também foram registrados na região transportando pedras que serão usadas para a estabilização do buraco. As pedras estão sendo jogadas dentro do buraco, junto com a argamassa.

Esgoto da região central

O secretário de Transportes afirmou que no momento a prioridade é liberar a pista central da Marginal Tietê, que deve ocorrer em um prazo de até 10 dias. Ele também disse que o esgoto que vazou no poço de ventilação e na cratera será retirado pelo outro fosso localizado no sentido Castello Branco da marginal, já que a água alagou todo o túnel, que interliga os dois pontos.

O tatuzão que estava no túnel no momento do desmoronamento foi danificado e novas peças serão compradas para reformá-lo. Segundo Galli, os custos extras com o solapamento, como os gastos com rochas e concreto, serão pagos pela Acciona, pois já estão inclusos nos riscos de engenharia. O valor de concessão do contrato não vai aumentar.

Rodízio suspenso

O rodízio municipal de veículos ficará suspenso na cidade de São Paulo até sexta-feira (4) por causa do acidente na obra da Linha 6-Laranja do Metrô na pista local da Marginal Tietê, na Freguesia do Ó, Zona Norte, segundo anúncio da Prefeitura de SP nesta quarta (2).

Pela manhã, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que as pistas local e central da Marginal Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna, continuam interditadas. A pista expressa foi liberada para o escoamento do tráfego.

Fonte: O Globo


Avatar

editor