Nesta terça-feira (21), segundo dia de audiências das testemunhas de defesa do caso Backer, quatro pessoas foram dispensadas.

Com isso, houve apenas dois depoimentos: um deles de uma conhecida da família de empresários e outro da gerente de Recursos Humanos (RH) que atua há 10 anos no empreendimento. Nessa segunda-feira (20), quatro pessoas também foram dispensadas e duas foram ouvidas. A segunda fase do processo é realizada no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte.

Cerca de 60 pessoas serão ouvidas ao longo de 10 dias. Ao todo, dez vítimas morreram ao ingerirem a cerveja da marca, a Belorizontina, e mais de 20 teriam apresentado problemas de saúde. O caso começou a ser investigado em 2020. Os depoimentos das testemunhas de acusação foram colhidos em maio do ano passado.

O foco das perguntas dos advogados nesta terça-feira teve como objetivo esclarecer a função que os acusados e outros profissionais exerciam na empresa à época dos fatos.

Esta é a segunda fase do processo sobre o caso Backer. Na terceira, será realizado o interrogatório dos réus, ainda sem data definida. Nessa quarta-feira (22), não haverá audiências, que deverão ser retomadas na quinta (23).


Avatar

administrator