Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Apesar do convite feito por integrantes do Partido Novo ao jornalista Eduardo Costa (Cidadania) para ele ser o vice do governador Romeu Zema (Novo), a preferência da maioria da sigla em Minas Gerais é que o ex-secretário Mateus Simões (Novo) seja o escolhido para o posto.

A definição dos nomes para vice e Senado na chapa do governador ainda está em aberto, segundo o presidente do Novo em Minas Gerais, Ronnye Antunes. Além de Simões e Costa, os deputados federais Marcelo Aro (PP) e Bilac Pinto (União Brasil) são cotados para serem os candidatos a vice-governador.

“Está em aberto pois o Partido Novo, por meio da maioria de seu Diretório em Minas, ainda defende o nome de Mateus Simões como candidato. Entretanto, até as convenções não fecharemos as portas para eventuais negociações de outras legendas que sejam do interesse do governador e que sigam em harmonia com as ideias que o Novo defende”, declarou Antunes.

Segundo ele, o nome de Eduardo Costa “circulou informalmente” e agrada a Executiva Estadual como um possível nome de consenso. No entanto, Ronnye Antunes afirma que o governo ainda não apresentou de forma oficial a sugestão “provavelmente pela dificuldade criada pelo PSDB e pela contraposição ao nome do Mateus”.

Eduardo Costa é filiado ao Cidadania, que faz parte de uma federação com o PSDB. Os dois partidos precisam atuar unidos, mas os tucanos não pretendem abrir mão da candidatura de Marcus Pestana a governador.

O presidente do Novo em Minas afirma que a definição final ocorrerá na convenção estadual, marcada para o dia 23 de julho. Três dias antes, a direção nacional vai decidir se as alianças sugeridas pelo Novo estadual podem ou não ser concretizadas.

“Até o momento, nossa maior possibilidade é sugerir alianças com partidos mais próximos e que se interessam pela vaga do Senado”, disse Ronnye Antunes.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.