Por Mauro Ferreira

Nos dias 24, 25 e 26 de junho de 1994, um então ainda desconhecido Chico César subiu ao palco da Sala Guiomar Novaes – Funarte, na cidade de São Paulo (SP), e apresentou show com roteiro calcado no cancioneiro autoral do cantor e compositor paraibano.

O show foi gravado e deu origem ao primeiro disco de Chico César, Aos vivos, lançado em 1995 pela gravadora Velas.

Com músicas como Béradero (já apresentada por Chico em festival de 1991 e registrada no disco do evento), À primeira vista, Mama África, A prosa impúrpura do Caicó e Mulher eu sei, o álbum Aos vivos projetou Chico César a ponto de, em 1996, o compositor já ter músicas gravadas (e disputadas) por cantoras como Daniela Mercury, Elba Ramalho e Maria Bethânia.

Decorridos 28 anos da edição do disco em CD, gravado com participações de Lenine e do guitarrista Lanny Gordin, Aos vivos ganha edição em LP que chega ao mercado a partir de amanhã, 6 de novembro, na primeira fornada de relançamentos da parceria entre a gravadora Rocinante e Três Selos. Discos de Gilberto Gil e da banda BaianaSystem também fazem parte desse pacote inicial.


Avatar

administrator