Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A Coreia do Norte disparou ao menos dois mísseis balísticos nesta sexta-feira (14), em seu terceiro teste em menos de duas semanas.

São os primeiros testes desde que os Estados Unidos impuseram sanções a cinco pessoas ligadas ao programa de armas balísticas dos norte-coreanos.

Os ataques foram detectados pela Coreia do Sul, que afirmou supor que sejam dois mísseis balísticos de curto alcance (SRBMs) e realizou uma reunião de emergência do Conselho de Segurança Nacional.

Segundo o Estado-Maior Conjunto sul-coreano, os mísseis foram disparados com um intervalo de 11 minutos a partir da província de Pyongan do Norte, onde o país vizinho tem importantes bases de mísseis e frequentemente realiza testes.

Os mísseis voaram 430 km de distância e a uma altitude máxima de 36 km antes de pousar no mar, segundo os militares da Coreia do Sul.

Já a guarda costeira do Japão informou ter detectado “o lançamento, da Coreia do Norte, do que parece ser um ou vários mísseis balísticos, às 14h55” (2h55 no horário de Brasília).

“As ações da Coreia do Norte, incluindo os repetidos lançamentos de mísseis balísticos, são uma ameaça à segurança de nossa nação e da região e são uma questão importante para toda a sociedade internacional”, disse Hirokazu Matsuno, secretário-chefe de gabinete do Japão.

Os lançamentos anteriores foram de mísseis hipersônicos, que são mais difíceis de serem detectados e capazes de atingir altas velocidades e fazer manobras após o lançamento.

O próprio Kim Jong-un participou de um dos testes, que segundo a Coreia do Norte foi “bem-sucedido”.

Fonte G1.


Avatar

editor