Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A empresa de energia Raízen (RAIZ4) informou na noite desta quarta-feira (11) que seu conselho de administração aprovou a construção das 3ª e 4ª Plantas de Etanol de Segunda Geração (E2G), biocombustível produzido a partir dos resíduos que são descartados do processo produtivo do etanol de primeira geração, nos Parques de Bioenergia da Barra e Univalem, ambas no estado de São Paulo.

A companhia informou que vai investir em torno de R$ 2 bilhões para construção das duas novas plantas, adicionando uma capacidade de 164 mil m³ de biocombustível por ano.

De acordo com a Raízen, o investimento esperado já considera o cenário atual de inflação e câmbio para o suprimento e fornecimento de máquinas, equipamentos e mão de obra. A previsão é que as plantas entrem em operação em 2024.

A empresa informou que os Projetos E2G, em conjunto com a construção da planta de Biometano anunciada em 26 de abril de 2022, “são marcos importantes na evolução da estratégia de expansão do portfólio rentável de produtos renováveis”.

A Raízen também opera atualmente uma planta de E2G no Parque de Bioenergia da Costa Pinto e está em fase de construção da 2ª planta no Parque de Bioenergia Bonfim, também no estado de São Paulo.

“A companhia se consolidará como o único produtor mundial a operar quatro plantas de etanol celulósico em escala industrial com uma capacidade instalada total de 280 mil m³/ano, dos quais 80% do volume foi comercializado em contratos de longo prazo, em consonância com seu Plano de Negócios”, explicou a empresa.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.