Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O Brasil vinha conseguindo ficar de fora do movimento de perdas no mercado internacional, que refletia a escalada da tensão entre Rússia e Ucrânia. Desde que a guerra se tornou realidade, porém, na quinta-feira (25), não deu para escapar.

A bolsa brasileira, que vinha em tendência de alta, graças ao fluxo estrangeiro atraído por ações ligadas a commodities e empresas com previsão clara de lucro, teve seus ganhos reduzidos. E o dólar, que chegou a fechar abaixo de R$ 5 nesta semana, algo que não acontecia há mais de um ano, voltou a subir.

Isso significa que o momento positivo para o mercado financeiro brasileiro acabou? Não necessariamente. Mas a tendência é que o movimento de desvalorização do real em relação ao dólar seja acelerado.

De um ano para cá, o Brasil teve uma injeção massiva de capital estrangeiro — já são quase R$ 60 bilhões que entraram na Bolsa de Valores.

Esse fluxo também se intensificou devido à percepção de especialistas de que o mercado acionário brasileiro “está em promoção”. “O investidor estrangeiro chega aqui, compra uma [ação] e leva cinco. O valor das empresas e das ações está com desconto altíssimo, então há sim uma oportunidade”, disse Raphael Figueredo, da Eleven Financial, em conversa com a analista de economia da CNN Thais Herédia.

No entanto, o especialista ressalta que não é possível dizer que o Brasil irá se transformar em um refúgio. Isso porque, ao mesmo tempo que há empresas “baratas” na bolsa, e empresas ligadas à commodities —um setor que ganha muito com o preço lá fora em alta— também há juros altos quando comparado a outros países, o que pode intensificar o fluxo para a renda fixa.

Thais Herédia diz acrescenta que a palavra “refúgio leva a uma percepção de segurança, e isso o Brasil ainda não passa.” Para a analista da CNN, O mercado doméstico passa a percepção de oportunidade de negócios, em que junta empresas de commodities e um dos juros mais altos do mundo.

Já Raphael avalia que a oportunidade do mercado brasileiro seguir atraindo investidores vai depender da extensão do conflito na Ucrânia.

“O que acalmou o mercado hoje foi a percepção de que a guerra não vai ultrapassar as fronteiras da Ucrânia. Qualquer sinalização de mudança pode mexer no fluxo novamente”, diz o analista.

O mercado financeiro brasileiro ficará fechado segunda (28) e terça-feira (1) em função do feriado do Carnaval. A B3 decidiu manter as datas de operação das negociações mesmo com o cancelamento das festas.

“A cautela deve permanecer nesta sexta-feira para que nos dias sem negócios os investidores não fiquem expostos a uma piora do cenário internacional”, finaliza Thais.

Fonte: CNN Brasil


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.