O ministro da Fazenda Fernando Haddad afirmou que a aprovação do texto-base do novo regime fiscal do governo federal, feita na madrugada de hoje, é um sinal de conquista após tempos de polarização no Brasil.

Para Haddad, a quantidade de votos favoráveis (372) mostra que o relator do projeto, deputado Cláudio Cajado (PP-BA), encontrou um “ponto de equilíbrio” que não agradou a todos, mas agradou à maioria.

“O que se notou ontem é que é possível com um bom projeto você angariar o apoio expressivo dos parlamentares. Dizia-se muito que a composição da Câmara e do Senado seriam obstáculos às reformas que o país precisa. O que estamos vendo é que com o bom senso, com o diálogo, com disposição, com disponibilidade, estando sempre abertos a ouvir, o entendimento é possível“, disse o ministro Fernando Haddad em conversa com jornalistas.

Haddad também elogiou o presidente da Câmara dos Deputados Artur Lira (PP-AL). Ele afirmou que Lira se dispôs a abrir diálogo com líderes da oposição após o cumprimento da regra fiscal.

O presidente Artur Lira tem sido muito prudente no cronograma de votações para que não tenhamos surpresas, para que façamos um bom debate. Ele tem feito um trabalho extraordinário de chamar os líderes, inclusive da oposição, para angariar apoio em um clima de diálogo“, afirmou Fernando Haddad, ministro da Fazenda.


Avatar