O ex-presidente Lula fez passeata, neste sábado (22), em Venda Nova, em Belo Horizonte. O ato começou por volta 12h30 e contou a com a presença do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), da senadora Simone Tebet (MDB) e da ex-ministra Marina Silva (Rede).

A caminhada aconteceu na avenida Padre Pedro Pinto, importante via da região Norte da capital. Uma multidão de vermelho ocupou as ruas da avenida e Lula, como já é tradicional, fez todo o trajeto na carroceria de uma camionete.

Durante o percurso, Lula reforçou para os apoiadores presentes a importância de se ir votar, parte da estratégia do PT para tentar diminuir a abstenção no dia 30 de outubro.

Essa passeata é da mudança que o Brasil precisa. É preciso ter clareza que as pessoas que estão nessa rua e nessa camionete tem compromisso em reconstruir o país. O presidente que lá está não tem compromisso em nada, apenas em mentir”, disse Lula.

O ex-prefeito de Belo Horizonte também falou. Desde o primeiro turno, esse é o primeiro ato público de Kalil ao lado de Lula depois de ter perdido o governo do estado. “Gente, é muito importante. Vamos tirar esse genocida de lá. Para isso, dia 30 precisamos ir votar, convencer a família de ir votar e votar no Lula, votar 13”, disse Kalil.

O atual prefeito, Fuad Noman também usou o microfone para reforçar seu apoio a Lula, oficializado no segundo turno da eleição. “Dia 30 vamos falar o que para o Bolsonaro? R-U-A, rua! Vamos votar 13 para tirar um presidente maluco e colocar um presidente que realmente gosta da nossa terra, do nosso povo”, disse Fuad.

Fala para quem votou em mim no primeiro turno, que agora a Simone é 13, a Simone é Lula”, disse a senadora, durante passeata ao lado de Lula.

Metrô

Durante coletiva de imprensa na Grande BH, o ex-presidente Lula (PT) disse que, se eleito, pretende conversar como o governador Romeu Zema (Novo) sobre o metrô de Belo Horizonte e outras obras prioritárias do Estado.


Avatar