Comandante da Marinha do Exército iraniano, o contra-almirante Shahram Irani confirmou a apreensão de dois navios não tripulados dos EUA pelas forças navais do país durante uma missão.

Em uma cerimônia neste sábado (22), contra-almirante disse que as embarcações norte-americanas violaram as leis internacionais marítimas. Segundo ele, os drones marítimos foram apreendidos por representarem ameaças à segurança do tráfego marítimo.

Os EUA devem saber que devem cumprir as leis internacionais de navegação”, afirmou o comandante da Marinha, segundo informações do portal Farsnews.

Ele acrescentou que o Irã, “com sua poderosa presença na região, responderá decisivamente a qualquer movimento que coloque em risco a segurança do transporte marítimo”.

A Irani também comentou a missão da 84ª Frota, lembrando que conseguiu realizar operações de escolta e estabelecer a segurança marítima no mais alto nível possível graças à sua poderosa presença nas profundezas dos oceanos, especialmente no mar Vermelho.

No início de setembro, o destroier Jamaran da Marinha iraniana apreendeu dois drones marítimos dos EUA e os liberou no mar Vermelho para evitar incidentes navais na rota marítima internacional, alertando Washington para evitar repetir incidentes semelhantes.

O Irã realizou inúmeras operações nos últimos meses contra o contrabando de combustível no golfo Pérsico. As forças navais conseguiram escoltar e proteger milhares de petroleiros e navios comerciais em águas internacionais nos últimos anos.

Oficiais militares iranianos acrescentaram que a paz e a segurança na região podem ser alcançadas através da cooperação entre os Estados regionais e na ausência de estrangeiros.

Fonte: Sputnik


Avatar