Médicos que atendem em unidades municipais de Belo Horizonte iniciaram, na manhã desta terça-feira (28), uma paralisação com previsão para durar 24 horas. As informações foram divulgadas pelo Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG).

De acordo com a categoria, a decisão dos médicos vinculados à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) foi tomada na noite desta segunda-feira (27) durante uma assembleia online.

Veja o que ficou decidido em relação ao atendimento:

Atendimentos eletivos em postos de saúdes estão suspensos durante a paralisação de 24 horas

Atendimentos de urgência e emergência nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) são mantidos dentro da escala existente no dia

Saiba quais as reivindicações e os problemas apontados pela categoria:

Recomposição salarial não retroativa

Falta de outros profissionais nas unidades

Descaso com a segurança nas unidades

Sobrecarga de trabalho e pressão assistencial diversas, como: epidemia de dengue, pandemia, gripe e doenças respiratórias sazonais

Ainda conforme o Sindimed, uma nova assembleia está marcada para esta quarta-feira (29), quando será decidido o rumo do movimento.

Por meio de nota, a PBH informou que “atua de forma a garantir toda assistência necessária no atendimento da população. A Secretaria Municipal de Saúde mantém diálogo constante com o sindicato”. O balanço da paralisação será divulgado no fim da tarde desta terça.

Ainda de acordo com o município, a vacinação ocorre normalmente nos centros de saúde, uma vez que as aplicações são feitas pelas equipe de enfermagem.


Avatar

administrator