Em entrevista coletiva nesta terça-feira (23), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, declarou que a Casa está empenhada em encontrar uma solução negociada para a dívida dos estados, mediante diálogo com o governo federal e com os governadores:

“Acho que vai ser muito importante para o Brasil a solução desse conflito federativo gravíssimo que temos, um indexador muito expressivo para o pagamento dessa dívida. Vamos dar uma solução sustentável para isso”.

Pacheco, que recebeu da Assembleia Legislativa de Minas Gerais um anteprojeto sobre o tema, disse esperar que, com o sucesso das negociações, a proposta para equacionamento da dívida dos estados possa começar a tramitar no início de maio.

Reforma tributária

Segundo o presidente do Senado, a regulamentação da reforma tributária é uma pauta de extrema importância. Ele demonstrou confiança na harmonia entre Executivo e Legislativo, e disse que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, está finalizando o texto do projeto, que começará a tramitar na Câmara dos Deputados:

“É muito importante que tenhamos a união das duas Casas, junto com o governo federal, e entreguemos este ano ainda a regulamentação da reforma tributária. A sociedade anseia isso. Talvez seja a pauta mais relevante que nós temos este ano”.

Pacheco destacou, na agenda de votações da semana, a realização de sessão do Congresso Nacional nesta quarta-feira (24), às 19h. Na próxima semana, as sessões de terça-feira (31) e quinta-feira (2), intercaladas pelo feriado de 1º de maio, serão realizadas em caráter semipresencial.

Fonte: Agência Senado


Avatar