O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse hoje que vai propor um esforço concentrado para avaliar as indicações de Lula (PT) ao STF (Supremo Tribunal Federal) e à PGR (Procuradoria-Geral da República) até o dia 15 de dezembro.

Pacheco disse que as indicações de Flávio Dino e Paulo Gonet para o STF e PGR, respectivamente, já foram protocoladas no Senado. “Vamos dar um encaminhamento devido, que é o encaminhamento a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça)”, disse.

Isso significa que Dino e Gonet terão duas semanas para conversar com o senadores a fim de angariar votos.

O senador disse querer fazer um “esforço concentrado” entre os dias 12 e 15 de dezembro para também votar outras indicações de Lula. Pacheco citou duas ao Banco Central, quatro para o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), duas para a Comissão de Valores Imobiliários, “algumas embaixadas” e “muitos membros” dos conselhos nacionais de Justiça e do Ministério Público.


Avatar