Como tema Ancestralidade e coletividade: Aquilombar para permanecer, a sexta edição do Novembro Negro na UFMG promoverá, até o fim do mês, 67 atividades propostas pela própria comunidade universitária. Nesta segunda-feira, 20 (Dia da Consciência Negra), tem início a semana de “maior mobilização institucional”, segundo a Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), com mesas, palestras e ações culturais no campus Pampulha e no Espaço do Conhecimento.

A abertura será às 16h da segunda-feira (20), no auditório da Reitoria, com participação da reitora Sandra Regina Goulart Almeida, do vice-reitor Alessandro Fernandes Moreira e da pró-reitora de Assuntos Estudantis, Licínia Correa.

Às 16h30, a primeira mesa, com o tema Ancestralidade, memória e saúde mental da população negra, reunirá o professor Abrahão de Oliveira, da Universidade Federal Fluminense (UFF), e a presidente do Conselho Regional de Psicologia, Suellen Fraga. Na sequência, o público será apresentado ao memorial de homenagem a servidoras e servidores negras e negros da UFMG.

No dia 21, a Praça de Serviços recebe oficina de dança e roda de conversa com a Coletiva Mulheres da Quebrada, às 18h. Na quarta-feira (22), representantes da UFMG vão visitar a exposição Abdias do Nascimento, no Instituto Inhotim, em Brumadinho.

Vidas inteiras

A programação da quarta-feira (22) conta com atividades no Espaço do Conhecimento. A partir das 19h, Gabriel Araujo e Vinicius Luiz, jornalistas egressos da UFMG, vão falar sobre o livro Vidas inteiras – histórias dos 10 anos da Lei de Cotas. Também será exibido o documentário Memórias afirmativas: Ações na UFMG, produzido pela TV UFMG, com participação da jornalista Soraya Fidelis, que coordenou a produção.

A sambista Adriana Araújo se apresentará na Praça de Serviços às 17h da quinta-feira (23).

Na sexta-feira (24), o auditório da Reitoria vai abrigar a mesa Horizontes possíveis: aquilombando pela comunicação, às 14h30. Participarão o professor Pablo Moreno, do Departamento de Comunicação Social da UFMG, o gerente adjunto do Canal Futura, Acácio Jacinto, e o apresentador Leonne Gabriel, também do Canal Futura. Na sequência, o Bloco Seu Vizinho desfilará em cortejo nas imediações do prédio.

A programação institucional será encerrada na sexta, dia 1º de dezembro, às 10h30, também na Reitoria, com uma homenagem à ex-deputada Áurea Carolina. Mestra em Ciência Política pela UFMG com pesquisa sobre a inclusão das mulheres jovens na agenda do governo federal, Áurea foi a parlamentar que mais destinou emendas para a UFMG nos últimos anos.


Avatar