Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou um ofício questionando a Agência Nacional de Mineração (ANM) pedindo informações sobre a real dimensão do empreendimento da Taquaril Mineração SA (Tamisa), na Serra do Curral. Segundo o órgão, há indícios de que o Conselho de Política Ambiental (Copam) autorizou uma área muito menor que o tamanho real do projeto.

Foi dado um prazo de dez dias para que a ANM responda as perguntas. O documento questiona a possibilidade de o projeto da Tamisa estar fracionado para “para facilitar sua aprovação pelos órgãos competentes”. “Impactaria significativamente na análise das consequências de sua implantação, com a subavaliação dos reais impactos ambientais “, explica o procurador da República Carlos Bruno Ferreira da Silva.

Também constam perguntas sobre processos minerários em nome da Tamisa e o perímetro de cada uma delas no Complexo Minerário Serra do Taquaril (CMST), além do status de tramitação de cada empreendimento.

O MPF quer saber também se existem estruturas de barragem de contenção de rejeito nas áreas vizinhas ao CMST, respectiva classificação de emergência e também localização.

A reportagem entrou em contato com a ANM e aguarda retorno.


Avatar

administrator

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *